O Verdão anunciou na tarde desta segunda (15) o meio-campo Ramires, contratado nesta janela de transferência e anunciado há pouco mais de um mês, no dia 13 de junho. Em entrevista coletiva, o jogador de 32 anos respondeu perguntas relacionadas sobre sua condição física, posicionamento, trabalho ao lado de Luiz Felipe Scolari, além de ter revelado que usará o número 18 no clube esmeraldino. Confira abaixo as falas do atleta.

Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras

Felipão e posicionamento

Os dois estiveram juntos no período que o treinador comandou a seleção brasileira, no qual ele convocou Ramires para a Copa do Mundo de 2014. Tal fator, segundo Ramires, foi um diferencial para o seu acerto com o clube.

“Ele vai me ajudar bastante, até porque acabei tomando a decisão de vir para o Palmeiras muito pelo Felipão. Tive algumas conversas com ele, e ele me passou muita tranquilidade. O fato de ele já me conhecer, o que eu posso fazer, onde posso ajudar, ajuda bastante. Ele sabe que eu posso ajudar. Eu espero fazer o melhor”.

“Na China, nos dois primeiros anos, eu acabei jogando como primeiro volante, que não é minha função. Mas a equipe precisava. Mais para frente já estava jogando como segundo volante. Com o Felipão atuei como segundo volante e muitas vezes aberto pela direita. Não sei como vou ser usado, mas vou procurar fazer o melhor para, da maneira que eu entrar, eu possa ajudar”.

Condicionamento físico

“Estou treinando bastante a parte física, procurando fazer o melhor para estar à disposição nos próximos jogos. Treino de manhã e de tarde. Posso dizer que estou 95% da minha melhor parte física. É continuar fazendo o trabalho, já pensando em treinar com a equipe para estar à disposição o mais rápido possível”, falou o jogador, que completou:

“Não posso te dar um prazo, uma data, até porque isso não depende só de mim. Se dependesse de mim jogaria hoje. Tem uma equipe ali dentro trabalhando para eu ficar 100% para entrar em campo e ajudar 100%, sem nenhum tipo de problema”.