Por Rômulo Morse


O prêmio de melhor atleta das Américas tem representante palmeirense. A judoca Alana Maldonado está entre os indicados da premiação promovida pelo Comitê Paralímpico do continente. O vencedor será definido por votação popular no site da entidade, que se encerra no dia 30 de janeiro.

Leia também: Palmeiras anuncia renovação milionária com Crefisa até 2021

Alana foi eleita a atleta paralímpica do ano em 2018 (Foto: Divulgação)

Ela possui como concorrentes outros dez atletas paralímpicos. São eles Pilar Jauregui, do badminton peruano, a canadense Mollie Jepsen e a americana Oksana Masters, ambas dos esportes na neve, Jose de Jesus Castillo, halterofilista mexicano, Alejandro Perea Arango, ciclista colombiano, Camila Haase, nadadora costarriquenha, Alberto Abarza, também nadador, do Chile, Fernando Fuentes, nadador salvadorenho, Gabriel Cuadra, do atletismo da Nicarágua e Gustavo Villafane, do basquete em cadeira de rodas da Argentina.

Com apenas 23 anos, Alana é a atual campeã mundial de judô na categoria de peso médio (-70kg) para deficientes visuais e lidera o ranking da IBSA (Federação Internacional dos Desportos para Cegos). Ela também coleciona uma medalha de prata nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 e outra na Copa do Mundo da Federação Internacional de Desportos, em 2018. Além disso, conquistou o primeiro lugar na Copa do Mundo 2017, no Uzbequistão, no Open 2018, na Alemanha e no Grand Prix Internacional de Judô, no mesmo ano (todos na mesma categoria). Coroando o ano passado repleto de conquistas, a judoca foi eleita a atleta do ano pelo Comitê Paralímpico Brasileiro.